F1 2013 – GP da Malásia

EDGAR SU/REUTERS
EDGAR SU/REUTERS

Polêmica no ar!

A corrida de Malásia começou pegando fogo, amornou e terminou com todo mundo com cara de poucos amigos. Com uma largada movimentada numa pista molhada, Massa despencou e Alonso assumiu a segunda posição e, quando forçava a barra para cima de Vettel, tocou no alemão e quebrou a asa dianteira. O bom senso diria que o espanhol iria parar. Necessário, apesar de estragar com a estratégia da Ferrari. Mas Fernando não parou e viu seu carro engolir a asa na reta dos boxes e deu adeus ao 200º GP.

Passadas algumas voltas a pista secou, as posições se estabeleceram, tivemos lambanças, disputas e equívocos nos boxes. O melhor momento foi Hamilton quase parar sua Mercedes nos boxes da McLaren.

Toda a briga, discussão e polêmica tiveram início por volta da volta 44, quando Vettel saiu dos pits no vácuo de Webber. A Red Bull, mandou o alemão ficar atrás do australiano. Sebastian não obedeceu e, mesmo sendo espremido no muro, ultrapassou seu companheiro de equipe, depois de uma boa disputa, e assumiu a ponta. Voltas antes, Vettel reclamou pelo rádio que Mark estava muito lento. A equipe mandou ter calma e manter  as posições.

Sutton Images
Sutton Images

Ao mesmo tempo, Hamilton e Rosberg tinham os mesmos problemas. O inglês, visivelmente mais lento, limitava a tocada de Nico, que também  reclamou pelo rádio e recebeu um sonoro NÂO! de Ross Brawn.

A questão é: quem está certo? Rosberg, que acatou a ordem da equipe, manteve-se atrás de seu companheiro e ficou fora do pódio ou Vettel, que desobedeceu a ordem de equipe e alcançou a vitória, objetivo de qualquer piloto?

Por mais que compreenda as duas situações, assim como não gostei da decisão de Barrichello e Massa, quando cederam suas posições aos seus companheiros de equipe, não aprovei a decisão de Rosberg. Se está mais rápido, ultrapassa e depois resolve, como Vettel fez, não faz mimimi no rádio. Qual é a essência das corridas de carro? Quem for melhor, mais rápido, vence. Era uma prova crítica para a decisão do campeonato? Não! Então qual a razão de uma ordem desse tipo? Os pilotos serem amigos, o primeiro ou o segundo piloto ficar feliz? Deve-se respeitar a hierarquia? Sim! Mas como espectador e fã de corridas de carro, certo ou errado, prefiro a decisão do Tião.

BAZUKI MUHAMMAD/REUTERS
BAZUKI MUHAMMAD/REUTERS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s