Fórmula 1

F1 2012 – GP do Japão

T Press Association

Complicou para o Alonso!

Com a vitória de Vettel e seu abandono logo na primeira volta, o espanhol viu o pior cenário possível  acontecer. Vítima de uma largada turbulenta, Alonso foi tocado por Raikkonen, o pneu traseiro esquerdo de sua F2012 furou, jogando-o para a área de escape e posteriormento para a pista, no meio do bolo, correndo o grande risco de ser atingido por um adversário e congelou nos 194 pontos, enquanto Vettel foi a 190. Somando a isso a 5º colocação de Hamilton, o campeonto parece estar restrito ao piloto da Ferrari e da Red Bull. Kimi, apesar de resultados regulares, não demonstrou força para brigar pelo título em nenhum momento do campeoanto.

O asturiano tem toda a razão quando diz “…ahora queda un mini campeonato de cinco carreras…”, e precisará de toda ajuda da Ferrari e de Massa, para alcançar o Tri em 2012. Com o Grande Prêmio da Coréia já na próxima semana, os italianos precisam trabalhar e muito para entregar um carro melhor aos seus pilotos e permitir que lutem de igual com a Red Bull na reta final da temporada.

A prova foi tranquila, para não dizer chata. A largada foi sensacional, com Massa e Button pulando para as primeiras colocações, com Rosberg e Alonso abandonando, e Senna, Grosjean e Webber parando em seguida. Depois disso, houve pouca ação. Fora o abandono de Sergio Perez, que foi tentou ultrapassar Hamilton onde não dava, o único momento de emoção foram nas voltas finais, quando Button vinha em ritmo forte e passou a ameaçar o primeiro pódio de Kamui Kobayashi. Mas não deu para o inglês e torcida japonesa foi ao delírio.

Press Association

Outra torcida que ficou feliz foi a brasileira. Massa, que ninguém esperava muita coisa pela posição no grid, fez uma largada perfeita e pulou de P11 para P4 na primeira volta, em meio a toda confusão. Ao contrários das provas anteriores, Massa manteve o bom ritmo e conquistou a 2º posição no primeiro pit-stop, contando com um trabalho perfeito da Ferrari, na estratégia e nas trocas. Em certo momento chegou a fazer algumas voltas rápidas e diminuir a diferença para Vettel para 9s, aproximadamente. Mas o alemão foi soberano e terminou com 19.1s de vantagem para o brasileiro. Foi um Felipe que não víamos a tempos e aumenta as chances dele permanecer na equipe no próximo ano. Senna terminou em 14º, depois de ser punido por um contato com Rosberg.

Semana que vem tem mais. Já na próxima sexta os carros começam a acelerar em Yeongam, Coréia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s