Fórmula 1

F1 2012 – Valência

Andres Kudacki/AP Photo

Todos os prognósticos foram quebrados nas ruas de Valência. Esperávamos uma prova chata, sem ultrapassagens, com o pole vencendo sem dificuldades, principalmente o pole sendo Vettel, que sabe como aproveitar a vantagem de largar na frente como poucos. E tudo corria dentro da “normalidade” até a metade da corrida, quando o Safety Car foi acionado por causa de um toque entre Vergne e Kovalainen. A sorte e a competência de Alonso ficaram visíveis a partir daí. O espanhol, que já havia feito um boa largada, ganhando três posições e mantinha um bom ritmo, com algumas ultrapassagens pouco antes da bandeira amarela, ainda teve a seu favor o ótimo trabalho dos mecânicos da Ferrari e mais um erro dos mecânicos da McLaren, na troca de pneus de Hamilton (sorte e sompetência). Assim o piloto da Ferrari voltou à pista em terceiro, fez uma relargada agressiva, ultrapassou Grosjean e assumiu a segunda posição, muito próximo do alemão da Red Bull (competência). Algumas voltas depois, o RB8 apresentou problemas, deixou Vettel na mão e a primeira colocação caiu no colo do Príncipe das Astúrias (sorte). A torcida espanhola foi à loucura! Mas ainda existia a possibilidade do francês Grosjean assumir a ponta, porque a Lotus estava bem. Porém Romain foi vítima de problemas mecânicos e abandonou (mais sorte!). Daí em diante, até pensou-se na possibilidade de Raikkonen vencer. Com o abandono de seu parceiro o finlandês assumiu a terceira posição e era mais rápido que Hamilton e Alonso. Até ultrapassou Hamilton, que já sofria com o degaste dos pneus, mas o espanhol tinha uma boa vantagem. Lewis, por sua vez, fez lambança ao defender-se de Maldonado e abandonou a prova, possibilitando a volta de Schumacher ao pódio depois de 6 anos. Foi um pódio curioso, dominado pela Ferrari, mesmo com Massa na parte de baixo do grid. Alonso, piloto da Ferrari, P1, Raikkonen, ex-piloto e campeão pela Ferrari, P2, e Schumacher, também ex-piloto e multicampeão pela Ferrari, P3.

AP

A corrida de hoje deixou claro a qualidade de Fernando Alonso, que consegue mais um resultado extraordinário com uma F2012 fraca e desequilibrada. Como disse um amigo no twitter durante a corrida: “(… ) A Ferrari é Alonso e mais dez (…)”. O resultado fraco de Massa não corresponde com o que foi seu desempenho. O brasileiro foi agressivo desde o início, conseguiu três posições na largada, fez algumas ultrapassagens e chegou a ocupar a 7º posição. Na relargada foi tocado por Kobayashi, teve problemas nos boxes e despencou. Terminou em 16º à frente somente de Pedro de la Rosa e Karthikeyan. Bruno Senna também não teve a corrida dos seus sonhos, mas o 11º lugar é um baita lucro, considerando as circunstâncias. O brasileiro da Williams mostrou-se afoito e nervoso, como tem sido desde o início da temporada. Após ser ultrapassado, tentou fechar a porta para Kobayashi, rodou, seu pneu estourou e ainda foi punido. Destaque positivo para Webber, que largou em 19º e terminou em quarto, apesar de fazer uma corrida discreta. Button novamente fez uma prova apagada, mas conseguiu a oitava posição. A Force India mais uma vez conseguiu colocar seus dois carros na zona de pontos. Perez, mesmo com muita dificuldade, conseguiu um 9º lugar e Maldonado, depois de um toque com Hamilton, terminou em 10º.

A próxima etapa será em Silvertone, no dia 08 de Julho, com Alonso, que venceu na última edição, liderando o campeonato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s