Fórmula 1

F1 2012 – GP do Canadá (2)

Press Association

Hamilton manteve o equilíbrio da temporada em grande estilo. Depois de dominar todos os treinos, mas perder a pole para Vettel – que fez uma volta voadora, surpreendendo todo mundo – , o inglês foi o sétimo vencedor em sete corridas. Estamos assistindo a história acontecer.

A largada foi limpa, com Vettel saltando à frente, sem perigo, e Hamilton e Alonso acompanhando. Massa começou bem, saltou uma posição, disputou a primeira curva com Rosberg, viu o alemão levando a melhor e partindo para atacar Webber, sem sucesso. No final da segunda volta o brasileiro se reaproximou do filho de Keke Rosberg e pressionou-o por toda a volta, realizando a ultrapassagem sem asa móvel na Droit du Casino. Nesse ponto Felipe mostrava uma vontade que não víamos, talvez, desde 2008, e partiu no encalço de Mark Webber, afim de tomar a 4º posição. Mas rodou sozinho na volta 6 e caiu para 12º, e viu todo seu trabalho ir por água abaixo, precisando remar tudo de novo. O incidente não tirou o ímpeto do piloto a Ferrari, que passou a andar rápido e atacar as zebras. Atacou tanto que quase carimbou o “muro dos campeões” na volta seguinte e precisou antecipar sua parada para a volta 13, devido vibrações, possívelmente causada pelo raspão no muro.

Até este ponto os quatro ponteiros estavam próximos e na volta 16 o cenário começou a mudar. Vettel, líder, pressionado pelo Hamilton, parou nos pits para troca dos pneus. Hamilton parou na volta seguinte, voltou à frente do alemão da Red Bull e resistiu bem aos ataques do bi-campeão. O outro bi-campeão, Alonso, parou na 20 e voltou à frente da Mclaren #4. Mas Lewis, com os pneus mais aquecidos somados à deficiência em retas da F2012, recuperou a ponta em menos de uma volta. Daí em diante, a prova ficou morna até a volta 51, quando Hamilton fez sua segunda parada. Para variar, a McLaren teve problemas e ficou no ar a espectativa de como seria a parada de Vettel e principalmente Alonso. O inglês passou a voar baixo, com uma volta rápida atrás da outra e nem Red Bull, nem Ferrari paravam. Num determinado momento ficou claro que ambos vinham com estratégia de somente uma parada, porém Hamilton estava num ritmo muito melhor. Com pneus novos alcançou e passou o Sebastian Vettel com facilidade e na volta seguinte a vitíma foi o Príncipe das Astúrias. Como os pneus do espanhol já estava em frangalhos, não ofereceu resistência. De forma merecida, Hamilton assumiu a ponta e correu para o abraço.  O segundo posto estava de bom tamanho para Fernando Alonso, mas o piloto da Ferrari sucumbiu à Grosjean, Perez e Vettel. Com um pódio incomum, a escrita do campeonato manteve-se e Lewis Hamilton é o primeiro na classificação geral.

Press Association

Massa foi bem, considerando tudo o que aconteceu na prova e terminou em 10º. Senna decepcionou e terminou em 16º, ficando quase o tempo todo atrás da Caterham. Schumacher protagonizou um dos momentos mais curiosos da corrida, após uma de suas paradas, o hepta campeão escapou numa curva e voltou aos boxes, pois sua asa móvel estava travada. Os mecânicos não conseguiram corrigir o problema e o piloto da Mercedes abandonou.

Na próxima etapa a F1 volta para Europa, para Valência, nos dias 22,23 e 24 de Junho.

Anúncios

2 thoughts on “F1 2012 – GP do Canadá (2)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s