Fórmula 1

F1 2012 – Testes em Jerez

Dia 1

A reestréia de Kimi Raikkonen na fórmula 1, pela Lotus, começou bem. Depois de três anos longe da categoria, o filandês foi o mais rápido no primeiro dia de teste no cicuito de Jerez de la Fronteira, Espanha. Com 1:19.670, o Ice-Man, não teve dificuldades para readaptar-se ao formula. Paul di Resta e Rosberg completaram o top3. Ferrari, Force India, Sauber, Reb Bull, Toro Rosso, Williams e McLaren andaram com seus respectivos novos carros. Mercedes e Hispania utilizaram o modelo de 2011. Alemães e ingleses devem lançar seus novos bólidos dia 21, primeiro dia dos testes de Barcelona. A Virgin, que passa a ser, oficialmente, Marussia Virgin Racing, não participa dessa semana de testes e não tem previsão de data de lançamento do sucessor do F111.

Dia 2

Mesmo andando W02, de 2011, Schumacher foi o mais rápido do dia, com 1:18.561. No segundo dia os focos dos pilotos foram testar a confiabilidade dos novos modelos, testar os novos itens aerodinâmicos e os novos pneus. Quarta-feira a maioria das equipes fizeram simulações de corrida, com muitas voltas “altas”. Webber e Ricciardo, agora na Toro Rosso, completaram o “pódio” do segundo dia. Merece destaque a estréia de Jules Bianchi, reserva da Force India, que mesmo correndo só no primeiro período, ficou com quarto melhor tempo do dia.

Dia 3

O terceiro dia de testes foi o dia das trocas de pilotos na maioria das equipes e o dia de Nico Rosberg ser o mais rápido. E foi novamente dois períodos de exaustivas similações de corrida a fim de testar todos os componentes e obter o maximo de dados possível. Grosjean, pilotando pela primeira vez o E20, foi o segundo e Vettel o terceiro.

Dia 4

Sexta-Feira foi a vez de Fernando Alonso ser o mais rápido e Bruno Senna o que mais andou, 125 voltas. Neste último dia a Mercedes não participou. Assim como nos dias anteriores, na parte na manhã houveram algumas interrupções nos testes devido falhas nos carros. Senna teve uma pane seca e Kobayashi teve problemas hidráulicos em sua Sauber.

ERCOLE COLOMBO

Rosberg fechou a semana com o melhor tempo, o que ajuda a explicar porque não devemos considerar os tempos ou colocações destes testes como o anúncio do campeão da temporada. Enquanto todas as equipes testam novas soluções aerodinâmicas, os novos componentes, a durabilidade e a confiabilidade de seus modelos 2012, os alemães utilizaram o modelo da última temporada. O foco delas são completamente diferentes. Apesar não ter esta informação, creio que a Mercedes tenha introduzido algo novo ao W02, que será utilizado no W03. Mesmo assim a quantindade de testes será bem menor, pois basicamente é mesmo carro de 2011. Enquanto isso Ferrari e RBR, por exemplo, testam carros completamente novos e ainda devem lidar com um arranjo forçado, o degrau no bico. Para os fãs e espectadores, os testes de inverno servem mais para matar a saudade das máquinas do que tirar conclusões para o restante do ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s