Fórmula 1

Grande Prêmio de Abu Dhabi

Tom Gandolfini/AFP/Getty Images

Em uma corrida modorrenta, a Red Bull assistiu a quebra de sua sequência de pódios. Vettel, que alcançou a marca de 14 pole positions na temporada, igualando a marca de Nigel Mansell, largou bem e já abria uma grande distancia para Hamilton, quando, na curva 3, virou passageiro graças à um furo no pneu traseiro esquerdo do RB7. Webber, que largou na quarta posição, até tentou uma estratégia diferente, colocando pneus macios na segunda parada, quando todos utilizavam o composto mais duro, passou todo mundo, fez a volta mais rápida algumas vezes, alcançou a terceira posição mas parou na última volta e só ganhou a posição de Massa, que havia errado e saído da pista um pouco antes. Vettel abandonou e a prova ficou na mão de Hamilton. O inglês venceu com tranquilidade, deixando a ponta somente nas paradas para troca de pneus. Alonso, depois de praticamente perder o tri ano passado nesta pista, passou Button ainda na primeira volta e assumiu a segunda posição, que manteve até o término da prova. Teve chances de vencer. Permaneceu 3 voltas na pista depois de Hamilton fazer sua segunda parada, abriu distância suficiente, mas foi prejudicado por uma troca de pneus não tão rápida quanto precisava, por volta de 5 segundos. Button não teve oportunidade nenhuma de recuperar a posição perdida para o espanhol e protagonizou um dos poucos momentos de emoção da corrida. Trocou posições com Webber várias vezes, sempre se recuperando após ser ultrapassado. No final, quando estava de pneus duros e Webber de macio, vendeu caro sua posição. Mas recuperou a terceira colocação no final e está muito perto do vice campeonato.

Getty Images

Massa, discreto, poderia conseguir sua melhor colocação no ano, 4º, mas saiu da pista, foi superado por Webber e terminou em quinto. Rosberg, sexto, começou bem, com uma boa disputa com Schumacher, 7º, mas não conseguiu ir adiante. Sutil e Di Resta, confirmando a evolução da Force India, terminaram em 8º e 9º, respectivamente. O Koba Mito, que não está “mitando” ultimamente, fechou a zona de pontuação. O melhor momento foi perto da volta 35, quando Webber atacava Massa e ambos alcançaram Maldonado e Alguersuari, que também brigavam entre si. Maldonado ultrapassou Alguersuari, deixou o brasileiro passar mas fechou a porta para Webber, talvez por confundir a Red Bull com a Toro Rosso. Este episódio rendeu um punição pós corrida para o piloto da Williams, que estava em um final de semana desastroso. Barrichello foi bem, apesar de terminar fora da zona de pontuação, 12º. Largou do final da fila e esteve na 10º posição por algumas voltas. Bruno Senna largou mal, parou na primeira volta, despencou para a última posição, não foi além da 12º posição e terminou em 16º. Com os últimos resultados a sombra do Grosjean está cada vez maior.

A próxima e derrareira corrida será em Interlagos, dias 25, 26 e 27 de novembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s