Fórmula 1

Grande Prêmio da Coréia

Saeed Khan/AFP

Contrariando as espectativas (a minha, pelo menos), Sebastian Vettel conquistou a vitória no Grande Prêmio da Coréia e definiu o bi-campeonato de construtores da Red Bull. Pelo desempenho nos treinos e a pole “maiúscula” de Hamilton no sábado, esperava um McLaren mais forte no domingo. Apesar de Tilke, a corrida foi boa. A primeira volta foi intensa, com Hamilton e Webber largando bem. O inglês manteve a ponta enquanto o australiano abriu caminho até a terceira posição. Mas não durou nem a primeira volta. Massa, que também foi bem na largada, pegou carona com Webber e ultrapassou Button e na próxima curva atacou e ganhou a posição do piloto da Red Bull, que deu o troco logo em seguida. Enquanto isso Vettel se aproveitava de um leve erro de Hamilton e assumia a ponta, que lhe garantiu a vitória. Vitória comemorada de maneira tal, que não parecia ser um piloto que já tinha o campeonato garantido.

Sutton Images

Enquanto Massa mantinha uma distância segura de Alonso e tentava ultrapassar Webber, Rosberg e Button disputavam a sexta posição nos boxes. A troca do alemão foi mais rápida mas Jenson recuperou a posição assim que saíram dos pits, numa manobra que gerou suspeitas de punição, por “pisar” na linha. Mas em um circuito ruim, a saída de boxes é tão rídicula que não permitiu aos comissários definir nenhuma punição. Voltas depois, Alonso quase acerta Schumacher no mesmo ponto. A briga entre Button e Nico seguiu-se por algumas voltas com constantes trocas de posição até a entrada do Safety Car. Schumacher escapou de Alonso mas não escapou de Petrov. O russo disputava posição com o piloto da Ferrari, esqueceu de frear e atropelou o veterano alemão. Fernando também perdeu o ponto de freada, mas foi para a área de escape. Depois do Safety Car retornar aos boxes, Alonso, Massa e Rosberg protagonizaram outra boa disputa. Os dois carros da Ferrari tinham um ritmo melhor, mas a equipe italiana sofreu com a dificuldade do brasileiro nas ultrapassagens. Massa pressionou o piloto da Mercedes por algumas voltas, até Rosberg errar e ser ultrapassado por Felipe e Fernando.

Clive Rose/Getty Images

Depois da última parada, Massa que parou antes, pegou trafego e perdeu a posição para Alonso, que disparou na frente e passou a fazer volta rápida em cima de volta mais rápida. Nas últimas voltas ficou evidente o forte ritmo Red Bull. Webber chegou em Hamilton. Iniciou-se um boa disputa com direito a várias trocas de posições e o inglês dando uma aula de defesa. Sempre se posicionando no meio da pista, Lewis esperava a decisão do autraliano para se defender e quando era ultrapassado já preparava o bote. Button e Alonso alcançaram os dois mas não ofereceram perigo. Hamilton foi firme e conseguiu manter a segunda posição. Webber foi o terceiro, seguido de perto por Button e Alonso. Massa terminou em sexto, com uma boa distância de Alguersuari, 7º, que fez uma boa prova e ultrapassou Rosberg, oitavo, que já sofria com os pneus na ultima volta. Buemi, 9º, e Di Resta, décimo, fecharam a zona de pontuação. Senna e Barrichello largaram mal e sofreram as consequências durante a corrida. Bruno terminou em 13º e Rubens em 12º, depois de algumas ultrapassagens no final. Maldonado, Petrov e Schumacher abandonaram.

A próxima etapa será na India, nos dias 28, 29 e 30 de Outubro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s