Fórmula 1

Grande Prêmio da Itália

Alessandro Trovati/AP

Perdi o início da prova de hoje, liguei a TV na volta 12, com Hamilton atacando Schumacher como um louco e meia dúzia de carros à menos na pista. Logo depois fiquei sabendo do Safety Car no início da prova, e imaginei que havia sido um acidente comum de largada. Continuei acompanhando a corrida com ajuda da galera do Twitter, que me contaram da lambança de Mark Webber, e entrei no Youtube para assistir a largada. Não sei porque não fiquei surpreso que, de 24 pilotos no grid, foi Liuzzi que fez o strike na primeira curva.

REUTERS/Stefano Rellandini

A prova foi muito boa, desde a largada. Como previsto, o Hamilton atacou Vettel no começo, mas Alonso levou a melhor e assumiu a liderança, com uma ótima largada. Mas o alemão recuperou a ponta voltas depois e conseguiu um vitória tranquila, a oitava do ano, 18º da carreira, segunda em Monza, a primeira da Red Bull no circuito italiano. Com esse resultado pode conquistar o Bi em Suzuka, Japão, ou mesmo na próxima prova, em Cingapura. Depende principalmente de Alonso, agora vice líder, depois do heróico terceiro lugar hoje.

Muitos exaltam os pilotos do passado e quase sempre consideramos os atuais inferiores, quando comparados. Mas estamos acompanhando a história em tempo real. Principalmente nesta temporada de 2011. O plantel de pilotos é tão diversificado, que enquanto Hamilton e Schumi, que tem o mesmo estilo agressivo de pilotagem, duelavam pela terceira posição, Button, com seu jeito inglês de ser e pilotagem suave, passou ambos em uma só volta. Voltas depois ultrapassou Alonso, que faz milagre com a 150° Italia, e conseguiu o segundo degrau do pódio. Lewis e Michael, depois do show de pilotagem, terminaram na quarta e quinta posição, respectivamente. Massa foi tocado por Webber, que abandonou, e terminou na mesma posição de largada, sexto.

Entre o 7º e 10º, só destaques. Alguersuari ficou no Q1 sábado, largou no final do grid, 18º, fez uma ótima prova de recuperação e terminou em sétimo. Di Resta voltou à pontuar e foi o oitavo. Em 9º, Bruno Senna, que embora não tenha feito uma corrida brilhante, considerando que três pilotos – Petrov, Rosberg e Webber – que largaram à sua frente abandonaram, fez um bom trabalho e pontuou pela primeira vez, em sua segunda corrida. Buemi largou em 16º, foi ultrapassado por Bruno no final e fechou a zona de pontuação, em 10º.

O próximo compromisso da F1 será em Cingapura, dias 23, 24 e 25 de Setembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s